top of page
Buscar

Acusados de matar Juninho Palla são julgados e condenados

O crime aconteceu em agosto de 2015 e chocou moradores de Ibiá


Os acusados de matar Wilton Gonçalves Júnior, conhecido como Juninho Palla, funcionário da fábrica Nestlé de Ibiá, foram julgados ontem (28), no Tribunal de Júri de Araxá e receberam penas pesadas.


Após o julgamento, Lucas Alves dos Reis, foi condenado a 24 anos de prisão, seu companheiro, Gabriel Henrique da Silva Martimiano, recebeu a pena de 27 anos e 3 meses de prisão, e um terceiro acusado, Caio Alves Carvalho Gusmão, foi condenado a 1 ano de prisão, ambos vão responder em regime fechado por latrocínio, que é roubo seguido de morte.


O crime aconteceu em agosto de 2015 e deixou os moradores de Ibiá indignados.

No dia 7 de agosto, Palla havia deixado sua residência informando que iria visitar sua mãe, que morava em Arcos, região Centro-Oeste de Minas, e não deu mais notícias. Na madrugada do dia seguinte, seu carro foi encontrado, com marcas de sangue, abandonado próximo ao Distrito Industrial de Araxá. A Polícia Militar, contando com o apoio de amigos, iniciaram uma intensa busca pelo paradeiro de Palla. No dia 11 de agosto, seu corpo foi encontrado jogado ao lado de uma estrada vicinal, nas proximidades de Araxá, parcialmente carbonizado, com sinais de violência na região da cabeça. No dia 14 de agosto, a polícia localizou e prendeu os acusados, que acabaram confessando o crime.


Clique nos links abaixo e relembre o caso com a cobertura do Ibiá em Foco.

anuncio3458.jpg

ÚLTIMAS NOTÍCIAS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

bottom of page