top of page
Buscar

Adolescente é agredida e tem cabelos arrancados em emboscada de falso presente em Ituiutaba

Ciúmes é o principal motivo das agressões. A PM conseguiu prender uma mulher suspeita de participar do crime.


Vídeo mostra uma das agressoras praticando o crime. Imagem: Polícia Militar/Divulgação.


Uma adolescente de 16 anos passou por momentos de terror em Ituiutaba, no Triângulo Mineiro ao ser brutalmente agredida por uma mulher de 27 anos e uma comparsa. O crime, que ocorreu no último sábado (3/6), foi divulgado na segunda-feira (5) pela Polícia Militar, que teve acesso a um vídeo que mostra o momento em que a vítima teve parte dos cabelos arrancados com uma faca pela agressora. A adolescente ainda sofreu um corte no couro cabeludo.


Segundo informações apuradas pela nossa equipe, as agressões foram motivadas por ciúmes. A vítima e o ex-namorado de uma das agressoras mantinham contato pelas redes sociais.


As mulheres teriam elaborado um plano para cometer as agressões. Sabendo que o aniversário da adolescente estava se aproximando, a agressora enviou mensagens pelo WhatsApp, de uma suposta promoção e que ela ganharia uma aplicação de unhas em gel como presente em um salão de beleza. Ao chegar no local, a vítima encontrou as duas mulheres, que começaram a espancá-la e depois a levaram para uma casa abandonada onde as agressões continuaram.




Durante as agressões, uma das suspeitas pegou a faca e começou a cortar os cabelos da vítima, enquanto a outra teria filmado toda a ação. Após 20 minutos praticando tortura, as suspeitas quebraram o aparelho celular da vítima e fugiram do local. Mesmo com o aparelho avariado, a vítima conseguiu ligar para familiares, que a resgataram no local.


A polícia foi acionada e conseguiu localizar uma das mulheres em um carro estacionado próximo ao local do crime. Ao ser abordada, ela jogou o celular no chão, na tentativa de danificá-lo e assim não permitir que os militares tivessem acesso às filmagens. A polícia recolheu o aparelho e conseguiu recuperar as imagens que comprovam o crime.


A suspeita foi encaminhada para a delegacia e após ser ouvida foi encaminhada ao sistema prisional, onde aguarda decisões da justiça. Caso seja condenada ela pode responder por ameaça, lesão corporal, dano e constrangimento ilegal. A outra mulher encontra-se foragida.


A vítima foi encaminhada para um hospital na cidade e após passar por avaliação médica foi liberada.

anuncio3458.jpg

ÚLTIMAS NOTÍCIAS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

bottom of page