top of page
Buscar

Cadeia pública de Ibiá é desativada



Durante décadas, o prédio que foi construído para abrigar o Fórum e a Delegacia de Ibiá, foi usado como unidade prisional e hoje, pelos problemas que apresenta, está sendo desocupado e colocando fim em suas atividades como cadeia pública municipal.


A fragilidade estrutural do prédio e a precariedade de suas instalações, foi motivo usado pelo Ministério Público (MP) para solicitar a sua interdição. De acordo com o MP o local não apresenta condições de abrigar os presos com segurança.


A insegurança também foi um ponto forte usado pelo MP para solicitar a interdição do local, que já vem há algum tempo apresentando vários problemas.


Em maio de 2009, a cadeia foi arruinada por uma rebelião e todos os presos tiveram que ser transferidos para presídios de Conquista e Nova Ponte. Durante a rebelião, os presos colocaram fogo nas camas e nos colchões. As celas, instalações elétricas e hidráulicas também foram destruídas pelos presos. O prédio ficou desativado por meses e teve que passar por uma reforma geral.


Em setembro de 2010, um menor que cumpria medidas socioeducativas, ateou fogo na cela em que estava, provocando um incêndio no segundo andar do prédio. Ele teve queimaduras e foi levado em estado grave para Santa Casa. Outras 5 presas ficaram intoxicadas pela fumaça e precisaram de atendimento médico.


No final de abril de 2013, dez presos conseguiram fugir da cadeia. Eles fizeram um buraco na parede e escaparam por um corredor. Usando um pedaço de vergalhão, ameaçaram um Agente Penitenciário, o único que trabalhava no local, e sem muitos esforços, ganharam as ruas da cidade. Cinco deles foram recapturados no mesmo dia e os demais, foram presos dias depois.


A cadeia de Ibiá tem capacidade para 25 detentos mas, já a algum tempo é registrada uma média de 55 presos cumprindo pena no local, mais que o dobro de sua capacidade. Em certas ocasiões o presídio chegava a alojar mais de 60 detentos, entre homens e mulheres.


Ontem (10), por volta das 15 horas, os 59 detentos que ainda cumpriam pena em Ibiá, foram transferidos para presídios de Patrocínio e Uberaba. A transferência ocorreu sob um forte esquema de segurança, e contou com a participações das Polícias Civil e Militar.


PATRIMÔNIO HISTÓRICO DE IBIÁ


Para os historiadores de Ibiá, a notícia do fechamento da cadeia pública pode ter um significado diferente. O prédio está em processo de tombamento e a esperança deles é que a Prefeitura reforme o local, trazendo de volta as características originas de 1920, época em que o prédio foi construído.


NOVO PRESÍDIO


Já está em fase de estudos a construção de um novo presídio em Ibiá. A obra, provavelmente, será erguida em um terreno que fica próximo ao antigo matadouro da cidade.  LEIA TAMBÉM Ministério Público pede interdição da Cadeia Pública de Ibiá

Comments


ÚLTIMAS NOTÍCIAS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

bottom of page