top of page
Buscar

Cidade de Ibiá é proibida de usar o aterro sanitário de Araxá


A partir de 1º de janeiro a Prefeitura de Ibiá não poderá enviar o lixo orgânico da cidade para o aterro sanitário de Araxá, situação que já vinha acontecendo desde fevereiro, com o fim do lixão de Ibiá.

A proibição foi feita pela Prefeitura de Araxá, que pretende com a decisão, evitar que a vida útil do aterro, que é de 20 anos, não diminua.

De acordo com a Prefeitura de Araxá, o depósito de lixo no local, feito por outras cidades, pode dificultar o município a renovar sua licença ambiental, junto aos órgãos ambientais. Atualmente Ibiá e Pratinha encaminham cerca de 240 toneladas de lixo para o aterro de Araxá.

O secretário de Obras e Serviços Urbanos de Araxá, Marco Antônio Rios, informou que o lixo vindo de Ibiá não recebe o tratamento adequado de separação e reciclagem, conforme acordo firmado entre os municípios e, além disso, a Prefeitura de Ibiá nunca pagou o valor de 65 reais por tonelada de lixo encaminhado ao aterro, conforme ficou estabelecido no convênio firmado entre as prefeituras. Ibiá encaminha ao aterro de Araxá cerca de 220 toneladas de lixo por mês.

A notícia foi recebida com surpresa pela Prefeitura de Ibiá que vai solicitar ao prefeito de Araxá a prorrogação do tempo por mais seis meses, até que se possa resolver o problema.

Sem ter a onde depositar o lixo orgânico, a Prefeitura de Ibiá está estudando a possibilidade de elaborar um novo convênio, desta vez com as cidades de Campos Altos e Pratinha, na tentativa de solucionar o problema.

Comments


ÚLTIMAS NOTÍCIAS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

bottom of page