top of page
Buscar

Incêndios destroem plantações, mata animais e causa prejuízos em Patos de Minas

Bombeiros informaram que o efetivo não é suficiente para atender todas as ocorrências da região.


Fogo destrói pasto e mata animal em Patos de Minas. Foto: Redes Sociais


Produtores rurais do estado de Minas Gerais acumulam prejuízos causados por incêndios em suas propriedades. Um levantamento realizado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) revelou que a cada três minutos um foco de incêndio é registrado em Minas Gerais. A situação vem tirando o sono do produtor mineiro, que já vinha enfrentando os prejuízos da seca prolongada e das geadas de julho e agosto.


Centenas animais já morreram queimados e asfixiados durante incêndios em fazendas da região. Em Patos de Minas um incêndio de grandes proporções, ocorrido na última quinta-feira (09/09), atingiu uma área de plantação de milho e avançou em uma pastagem, ocasionando a morte de vários animais. Militares do Corpo de Bombeiros com a ajuda de populares trabalharam durante 13 horas no combate ao fogo. Estima-se que o fogo destruiu uma área de, aproximadamente, 500 hectares, o equivalente a 700 campos de futebol.


O Corpo de Bombeiros afirma que o efetivo não é suficiente para atender a todas as ocorrências da região.


Em balanço mais recente, a corporação divulgou que, apenas até 10 de setembro, foram atendidas 1.208 ocorrências no estado.


Fogo devasta vegetação em Patos de Minas. Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação


De acordo com o pesquisador do Inpe, Alberto Setzer, de janeiro até agosto, o estado mineiro registrou um número maior nos focos de incêndio em relação ao mesmo período de 2020.


“2021 está com maior número de focos em relação ao ano passado, 2020, mas ainda é cedo para fazer um balanço porque o pior mês, conforme os satélites mostram, é sempre setembro. Temos aí 20 dias pela frente com uma situação muito complicada pra vegetação”, disse o pesquisador.

Na manhã desta segunda-feira (13), foi apresentada a ordem de serviço para a nova iniciativa de combate aos incêndios criminosos em áreas de conservação de Minas Gerais.


A iniciativa envolve a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), o Instituto Estadual de Florestas (IEF), as polícias Militar e Civil e do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais.


Um trabalho ostensivo com foco principal nas áreas verdes que mais têm sofrido com incêndios neste ano, foi apresentado hoje (13) pela manhã, às quatro companhias de policiamento. O governo de Minas informou que o objetivo desta ação é evitar os incêndios criminosos. Ainda de acordo com o governo, o trabalho de investigação também será reforçado pela Polícia Civil.

Σχόλια


ÚLTIMAS NOTÍCIAS!

anuncio marsusi.jpeg

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

bottom of page