top of page
Buscar

Isolamento Social: Governo de Minas já enxerga momento pós-pandemia


Otimista, o governador de Minas Gerais, Romeu Zema (NOVO), disse que o estado alcançou um estágio em que já se pode enxergar um “momento pós-pandemia”, e que determinou à sua equipe a organização de um protocolo direcionado aos prefeitos com regras básicas para reativação “segura e criteriosa” das atividades econômicas e sociais.

Questionado se não seria precipitado falar em relaxamento das medidas de distanciamento social, Zema reforçou o achatamento da curva de contágio em Minas e comparou a situação do estado com a de São Paulo e a do Rio de Janeiro, regiões em que a pandemia já provoca esgotamento de leitos de UTI.

Para o governador, a configuração urbana de Minas Gerais é diferente da dos vizinhos do Sudeste e é uma variável a ser levada em conta nas projeções de propagação do vírus.

“Quando nós falamos de São Paulo, ou do Rio de Janeiro, e até do Amazonas e do Ceará, que tem tido os piores cenários, nós temos que lembrar que a metade da população desses estados está na capital. E aqui, em Minas Gerais, sabemos que os habitantes da Região Metropolitana respondem só por 20% da população (mineira). (Em várias localidades), as pessoas sequer entram num ônibus para ir trabalhar, ou para voltar para casa. São municípios muito pequenos, onde se anda a pé, de bicicleta. E, na grande maioria desses municípios, nós não tivemos óbitos e nem casos do coronavírus”, defendeu.

“O que eu discordo totalmente é de falar: ‘Vamos dar o mesmo remédio para todos os doentes’. Nós temos doentes diferentes. Eu não concordo em dar o mesmo remédio para todos. Para cada doente, o melhor remédio para ele”, concluiu.

#MinasGerais