top of page
Buscar

Minas Gerais vive colapso na saúde por causa da pandemia do novo coronavírus

Taxa de ocupação de UTI ultrapassa 90% no estado. O Sindicato dos Médicos de Minas Gerais (Sinmed-MG) alerta para o colapso da saúde no país.


Paciente vítima de covid-19, de Coromandel sendo transferido em aeronave da Polícia Militar.


O estado de Minas Gerais esta passando por momentos complicados por causa da pandemia do novo coronavírus. Uma segunda onda de casos de covid-19 está deixando o estado em situação de alerta, sobretudo os municípios do interior. A piora veio depois de flexibilizações de restrições, liberação para o funcionamento do comércio, aglomerações durante as eleições, festas de fim de ano e bailes de Carnaval. Em novembro do ano passado, houve 1.026 óbitos pela doença. Em fevereiro esse número já alcançou 3.505, no pior mês da pandemia em Minas, de acordo com Secretaria de Estado da Saúde.


Até segunda-feira (1º), 883.105 pessoas se infectaram com a covid-19. Destes, 18.598 morreram, 86% em cidades do interior. A capital Belo Horizonte totalizou, até o momento, 2.731 mortos, ou seja, 14% do total.


Raio-x dos mortos por covid em MG


80% tinham 60 anos ou mais;

72% tinham alguma comorbidade, sobretudo cardiopatia e diabetes;

56% eram homens.


Transferência para São Paulo e outras cidades mineiras


A falta de vagas em hospitais, principalmente em leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), está obrigando os serviços de saúde realizar transferências de pacientes para outras cidades e até mesmo para o estado de São Paulo.


Entre os dias 5 e 21 de fevereiro, houve 295 transferências intermunicipais de doentes, sobretudo vindos das regiões do Triângulo Mineiro e de Alto Paranaíba. Em Uberaba os hospitais particulares alcançaram 100% na taxa de ocupação dos leitos de UTI e 90% na enfermaria. Já os hospitais públicos alcançaram 60% e 80%, respectivamente. No sábado (27), o Hospital São Domingos, da Unimed-Uberaba, referência do atendimento à covid no município, transferiu cinco pacientes para o estado de São Paulo, sendo, quatro para Ribeirão Preto e um para Franca. De acordo com a operadora, a transferência cumpre o plano de contingência, garantindo vagas.


Taxa de ocupação nas UTIs de Minas Gerais ultrapassa 90%.


Em janeiro e fevereiro, Uberaba registrou 114 mortes causadas pela doença. Em dois meses, teve quase metade dos 240 óbitos em todo o ano passado. É um cenário bem diferente do de duas semanas atrás, quando dava alta para os últimos dos 18 pacientes recebidos após o colapso em Manaus. Oito deles morreram.


Uberlândia transferiu, na sexta-feira (26), para a Santa Casa de Alfenas (MG), um homem de 63 anos e uma mulher de 72 anos com covid. Eles estavam internados no Centro de Internação Missão Sal da Terra e na UAI (Unidade de Atendimento Integrado). A Prefeitura de Uberlândia diz que, "em parceria com outros municípios e o governo estadual, tem realizado ações de transferência para garantir o atendimento da população".


A cidade de Coromandel (MG), localizada no Alto do Paraíba, também vive situação complicada. O município enviou 26 pacientes da covid para Divinópolis e outros oito para Pará de Minas, ambos no centro-oeste mineiro.


O Sindicato dos Médicos de Minas Gerais (Sinmed-MG) divulgou, nesta segunda-feira, uma nota alertando para o colapso da saúde no país e preocupação com o agravamento da pandemia de COVID-19. Segundo a entidade, depois de mais de um ano dos primeiros casos de COVID-19 registrados no Brasil, a situação atual mostra dados estatísticos absurdos e críticos revelando que o colapso se instalou na saúde.


A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), uma das entidades mais respeitadas no Brasil e no mundo em doenças infecciosas, apresentou um documento mostrando que “o Brasil vive o pior momento da pandemia da COVID-19 desde o primeiro caso de infecção registrado no país há um ano.”


A Fiocruz se baseia na alta das taxas de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em todo o Brasil, já que o índice atinge 80% ou mais em 17 estados e está acima de 90% em outros oito estados.

Σχόλια


ÚLTIMAS NOTÍCIAS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

bottom of page