top of page
Buscar

Mulheres mostram sua força no desenvolvimento agrário

As mulheres têm presença pouco, mas suficientemente, mapeada no agronegócio: elas lideram pelo menos um quinto das famílias do setor rural, segundo o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). 

E, dos 296 mil agricultores ligados à Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), mais da metade (52% em 2011) são do sexo feminino. “A inclusão da mulher no sistema cooperativista é uma meta a ser perseguida”, afirma o secretário Caio Rocha, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Na maior organização cafeeira do mundo, a Cooperativa Regional de Cafeicultores de Guaxupé (Cooxupé), com produção média de 55 milhões de sacas de grão por ano, 1,1 mil mulheres integram o quadro de produtores (ou um décimo do total). “As matriarcas são responsáveis pelas decisões mais importantes, que envolvem investimentos na lavoura, compra de maquinário, busca por certificações, proteção e inovações no campo”, observa o presidente da empresa coletiva, Carlos Paulino da Costa.

PRODUTORA DE IBIÁ É EXEMPLO PARA MUITAS GERAÇÕES

Neusa Mendes de Andrade Exemplo de vitalidade

E exemplos não faltam na cooperativa neste sentido. Aos 80 anos, a cooperada Neusa Mendes de Andrade comanda uma área de 150 hectares de lavoura cafeeira em Ibiá/MG e é exemplo para as gerações mais novas. Após se aposentar como assistente social, em 1991, a produtora resolveu investir na produção do grão e não parou mais de expandir. “Todos os dias levanto às 6h e venho para a fazenda, onde fico o dia inteiro. Retorno para a minha casa em Ibiá somente para dormir”, conta a produtora. As boas práticas utilizadas na produção cafeeira renderam à cooperada a certificação da Fazenda Alto da Larga pela Rainforest e Certifica Minas/Emater, nos anos de 2011 e 2012.

A importância da atuação da mulher no agronegócio não tem passado despercebida pela COOXUPÉ. Durante a realização da FEMAGRI 2013, Feira de Máquinas e Implementos Agrícolas para a lavoura de café, que acontece entre os dias 13 e 15 de março em Guaxupé/MG, as mulheres terão um espaço exclusivo. “Nosso objetivo é trazer mais comodidade para as nossas cooperadas e esposas de cooperados. A feira marca a presença da família, por isso temos esta preocupação de construir espaços exclusivos para que o nosso público se identifique”, revela o presidente da cooperativa, Carlos Paulino da Costa.

コメント


ÚLTIMAS NOTÍCIAS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

bottom of page