top of page
Buscar

Obras de construção de ponte em Argenita, são paralisadas

Imagem: Portal G1


As obras de construção da ponte que dá acesso à comunidade de Argenita, zona rural de Ibiá, no Alto Paranaíba, está parada. A ponte é o único acesso da população às cidades da região.


Segundo os moradores, a empresa que fazia o serviço abandonou a obra por falta de pagamento. O pedreiro Luiz Gonzada Araújo trabalhava para a empresa e também não recebeu. “Eles pagaram apenas nove dias”, contou.




A ponte começou a ser refeita em julho deste ano. A travessia era de madeira. Cerca de 250 pessoas moram no local e dependem do acesso. Sem a ponte não há transporte na região. “O pessoal que estava trabalhando aqui foi embora”, disse a dona de casa Maria dos Reis Borges.




No dia 9 de outubro, o secretário de Obras de Ibiá, Helvécio Eustáquio Nascimento, confirmou que a empresa responsável pela obra está sem receber. “Esse projeto é de 2009 e foi preciso fazer um aditivo de prazo. E o governo do Estado entende que não se pode fazer aditivo de prazo em época eleitoral, então está havendo uma confusão. Sem isso não há liberação dos recursos da segunda parcela e sem esse pagamento a empresa não quer continuar”, explicou o secretário.



Para os moradores deixarem a comunidade rural a única via é a passarela. “Estávamos satisfeitos por causa da construção e, de repente, parou. Agora estamos sem saber como vai ser depois que começar a chover”, disse a dona de casa Ângela Cristina Alves.




O aposentado Edmar Vargas faz tratamento em Uberaba e diz que a falta de um acesso é um problema para muita gente. “Eu acordo por volta de 2h da madrugada para esperar condução para ir para Uberaba e sem a ponte não tem jeito”, disse.



De acordo com a assessoria de comunicação da Secretaria de Estado de Transporte e Obras Públicas (SETOP), o município está bloqueado no Sistema Integrado de Administração Financeira de Minas Gerais (SIAFI-MG). Quando há esse bloqueio, a cidade não consegue receber nenhum tipo de recurso estadual. Além disso, a SETOP não interfere na resolução das pendências, sendo de inteira responsabilidade do município sanar tais problemas. Por outro lado, a assessoria não informou qual o motivo de o município estar bloqueado no sistema.


Ainda, de acordo com a assessoria da SETOP, o Prefeitura de Ibiá precisa enviar a documentação completa de “Monitoramento e Vistoria de Obras”. Na quarta-feira (17), um e-mail foi encaminhado à Prefeitura solicitando o envio urgente de tal documentação para que a segunda parcela de recursos seja repassada ao município e as obras sejam reiniciadas.




Diante das informações repassadas pela SETOP, que contrariaram o que havia dito o Secretário Municipal de Obras de Ibiá, Helvécio Eustáquio Nascimento, o G1 tentou localizá-lo. No entanto, ele não atendeu as chamadas realizadas.



anuncio3458.jpg

ÚLTIMAS NOTÍCIAS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

bottom of page