top of page
Buscar

Polícia prende homem suspeito de estuprar duas crianças, com o consentimento da mãe, em Uberlândia

Uma das vítimas vinha sofrendo abusos há mais de dois anos. Tanto a mãe das vítimas quanto o suspeito enfrentarão acusações de estupro de vulnerável.

 


Imagem: Polícia Civil de MG/Divulgação.

A Polícia Civil de Minas Gerais efetuou a prisão de um homem de 52 anos em Uberlândia, sob a acusação de estupro de duas crianças, uma com 12 anos e outra com 8 anos. A prisão ocorreu na quinta-feira (21), no bairro Morada Nova, Zona Oeste da cidade. O caso chocou a comunidade local e trouxe à tona uma trama de abuso e exploração.

 

Detalhes do Caso

 

As vítimas eram oferecidas ao suspeito pela própria mãe, em troca de dinheiro e alimentos. A mulher não poderá ver suas filhas enquanto aguarda a conclusão das investigações e do processo judicial.

 

O suspeito, que trabalha com o plantio de verduras, foi preso em sua residência no bairro Morada Nova. A delegada Lia Valechi, titular da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam), revelou que as investigações tiveram início após uma denúncia feita pelo pai das crianças. Ele percebeu que sua filha mais velha, de 12 anos, estava se automutilando e decidiu agir.

 

Revelações Perturbadoras

 

A madrasta das crianças conversou com a filha mais velha, que revelou ter sido abusada por um vizinho. Em seguida, a irmã mais nova, de 8 anos, também relatou o mesmo crime. Segundo as investigações, o homem teria tirado a roupa da menina e tocado em suas partes íntimas. Aterrorizada, ela conseguiu escapar antes que os abusos continuassem.

 

Abusos Prolongados

 

A Delegacia da Mulher apurou que a vítima de 12 anos vinha sofrendo abusos desde os 10 anos. Os crimes ocorreram entre os anos de 2021 e 2023. Ambas as crianças passaram por atendimento médico e agora estão sob a guarda do pai.

 

Implicações Legais

 

A mãe das crianças não foi presa devido à ausência de mandado expedido contra ela. No entanto, ela foi conduzida à delegacia para prestar depoimento. Tanto ela quanto o vizinho enfrentarão acusações de estupro de vulnerável na modalidade omissiva e favorecimento à prostituição.

 

Opinião: A Traição Materna e o Abismo da Perversidade


O estupro é uma das mais abomináveis violações dos direitos humanos. Ele deixa cicatrizes profundas, tanto no corpo quanto na alma da vítima. Mas o que torna este caso ainda mais estarrecedor é a traição materna que se desenrolou nos bastidores dessa tragédia.

 

A mãe, que deveria ser o porto seguro de suas filhas, revelou-se como uma figura sinistra. Em vez de protegê-las, ela as oferecia como moeda de troca ao suspeito. Dinheiro e alimentos eram os preços pagos pela inocência e dignidade das crianças. Essa mãe, que deveria ser a guardiã de seus tesouros mais preciosos, tornou-se cúmplice de um crime hediondo.

 

A que profundezas de perversidade uma pessoa pode afundar para trair seu próprio sangue? A confiança que as crianças depositavam em sua mãe foi brutalmente traída. Elas não apenas enfrentaram o horror do abuso físico, mas também a traição emocional de quem deveria amá-las incondicionalmente.

 

A mãe, agora afastada de suas filhas por uma medida protetiva, deve refletir sobre suas escolhas. Ela não apenas falhou como mãe, mas também como ser humano. A sociedade deve julgá-la com rigor, pois sua traição ultrapassa os limites da compreensão.

 

Este caso nos lembra que a maldade não conhece fronteiras. Ela pode se esconder atrás de sorrisos, laços familiares e aparências normais. Mas, quando revelada, deixa uma marca indelével na vida das vítimas. Que a justiça seja implacável com todos os envolvidos, para que as crianças possam encontrar alguma paz e esperança em meio a tanta escuridão.

Comments


ÚLTIMAS NOTÍCIAS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

bottom of page