ÚLTIMAS NOTÍCIAS!

Buscar

Quatro pessoas são presas em Campos Altos suspeitas de abandonarem vítima de acidente na BR-354

Grupo estava no veículo e disseram aos socorristas que foram assaltados e que os ladrões levaram o carro com a vítima dentro. Jovem de 25 anos não resistiu aos ferimentos e morreu.



Um caso de omissão de socorro, com resultado de morte e comunicação falsa de crime, está sendo investigado pela Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) em Campos Altos, no Alto Paranaíba. Uma mulher de 25 anos morreu em um acidente automobilístico que ocorreu na noite do último domingo (20), na BR-354, no município de Córrego Danta. Cinco pessoas que estavam no carro são suspeitas de abandonar o veículo com a vítima presa nas ferragens.


Conforme a polícia, o grupo estava em uma festa em Campos Altos quando decidiram seguir até o município de Bambuí. Durante a viagem, o carro em que eles estavam capotou e caiu em uma ribanceira às margens da BR-354. O carro estava ocupado por seis pessoas


Cinco ocupantes conseguiram sair e subir até a pista para procurar ajuda. Os cinco sobreviventes conseguiram chegar até um hospital, onde foram medicados e em seguida, liberados.


Eles inventaram um suposto assalto dizendo que os ladrões levaram o carro com a vítima dentro, mas na verdade, a jovem estava presa no veículo.


Na segunda-feira (21), a Polícia Militar (PM) foi acionada pela mãe da vítima, que estava preocupada com o sumiço da jovem. Os militares procuraram o motorista do carro para questioná-lo sobre o desaparecimento da jovem. Durante o interrogatório, o homem admitiu que havia deixado a vítima no carro e levou os militares até o local do acidente. A mulher foi encontrada sem vida, presa às ferragens. Diante dos fatos, o rapaz foi preso em flagrante e encaminhado para a delegacia em Luz.


As investigações continuaram e a Polícia Civil interrogou outros três ocupantes do carro. Aos policiais, eles confessaram que haviam mentido para os socorristas porque estavam embriagados no momento do acidente, por isso resolveram fugir do local. Ainda durante o depoimento, os suspeitos disseram que iriam voltar ao local do acidente, pois não tinham certeza se a mulher estava viva ou morta.


Após serem ouvidos, os suspeitos foram encaminhados ao presídio de Araxá, sendo indiciados pelos crimes de omissão de socorro com resultado de morte e comunicação falsa de crime.


A quinta pessoa envolvida no caso é deficiente e não foi detido. A polícia segue com as investigações.


0 comentário