top of page
Buscar

Temporal causa alagamentos, arrasta carros e destrói ruas e avenidas em Uberlândia

Região central ficou sem energia elétrica. Câmara Municipal também foi atingida.


Imagem: Redes Sociais

Um forte temporal atingiu a cidade de Uberlândia, localizada no Triângulo Mineiro, na terça-feira (5), causando sérios estragos. Carros foram arrastados pela água, ruas tiveram o asfalto destruído e a região central da cidade ficou completamente às escuras. Além disso, alguns pontos do município foram atingidos por queda de granizo. Apesar das ocorrências, felizmente, não houve registro de feridos.



Um vídeo que circula nas redes sociais mostra um carro tombado sendo arrastado pela água na avenida Rondon Pacheco, uma das principais vias de Uberlândia. A situação foi tão grave que a Secretaria de Trânsito e Transportes (Settran) e a Defesa Civil tiveram que interditar completamente a via no trecho entre a Avenida João Naves de Ávila e o Praia Clube. Além disso, a Câmara Municipal também foi atingida pelas fortes chuvas. Segundo a diretoria de Comunicação da Casa Legislativa, o térreo sofreu uma inundação, mas a água rapidamente escoou.


A falta de luz foi outro problema enfrentado pela região central da cidade e bairros próximos, como o Santa Mônica. A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) informou em nota que a falta de energia foi causada por "galhos e outros objetos lançados sobre a rede".



De acordo com informações das estações meteorológicas espalhadas pela cidade e coletadas pela Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (COMPDEC), ocorreram chuvas intensas entre 17h e 19h30, com registros de volumes de até 90,5 mm em algumas regiões. Além disso, os ventos atingiram quase 50 km/h.


A medição realizada pela Rede de Estações do Projeto CLIMAUDI revelou um acumulado ainda maior na Zona Leste, com um registro de 95 mm entre 17h e 23h59. O climatologista Dr. Paulo Cezar Mendes, da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), divulgou uma nota técnica destacando que nas áreas próximas aos córregos São Pedro e Jataí, onde estão localizadas as avenidas Rondon Pacheco e Anselmo Alves dos Santos, o volume total de chuva ficou próximo de 85 mm.


Segundo o climatologista, a quantidade de água foi tão significativa que houve um transbordamento momentâneo, resultando em alagamentos e enxurradas ao longo das avenidas Segismundo Pereira e Anselmo Alves dos Santos. Os maiores danos foram registrados na Av. Rondon Pacheco, onde houve destacamento de placas asfálticas, invasão de água em estabelecimentos comerciais, danos em veículos e pessoas ficaram ilhadas.


Após a ocorrência da tempestade, a administração municipal deu início aos trabalhos de limpeza das ruas e reparo das áreas afetadas pela chuva. Diversas equipes, incluindo a Defesa Civil e o Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae), foram mobilizadas para realizar os atendimentos mais urgentes.

תגובות


ÚLTIMAS NOTÍCIAS!

anuncio marsusi.jpeg

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

bottom of page