top of page
Buscar

TJMG anula julgamento de Jorge Marra pelo assassinato de Cássio Remis em Patrocínio

A relatora, desembargadora Âmalin Aziz Sant'Ana, considerou que a decisão dos jurados foi contrária às provas presentes nos autos.



 

PATROCÍNIO/MG — O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) tomou uma importante decisão no caso que envolve o ex-secretário municipal de Obras de Patrocínio, Jorge Moreira Marra. Por dois votos a um, o TJMG anulou o julgamento realizado em 2022 que havia absolvido Marra pelo assassinato de Cássio Remis, ex-vereador da cidade. O julgamento, que originalmente ocorreu por júri popular, estava sob escrutínio quanto à sua imparcialidade.


A relatora, desembargadora Âmalin Aziz Sant'Ana, considerou que a decisão dos jurados foi contrária às provas presentes nos autos e, por isso, um novo julgamento era necessário. O revisor, desembargador Dirceu Walace Baroni, que também é presidente da 8ª Câmara Criminal, votou contra o provimento aos recursos, enquanto o vogal, desembargador Henrique Abi-Ackel Torres, votou de acordo com a relatora. A defesa poderá recorrer da decisão.

 

O Crime e os Personagens Envolvidos

 

Em 24 de setembro de 2020, durante uma transmissão ao vivo, o candidato a vereador Cássio Remis denunciou uma suposta irregularidade em uma obra da Prefeitura de Patrocínio. Durante a transmissão, o então secretário de Obras, Jorge Marra, tomou o celular de Cássio Remis e saiu em direção a um veículo. Posteriormente, Cássio Remis foi até a Secretaria de Obras para tentar recuperar o telefone e foi baleado pelo secretário. O incidente foi registrado pelo circuito interno de TV. A vítima veio a falecer em decorrência dos disparos feitos pelo então secretário de Obras, Jorge Marra

 

 A Anulação e as Reações

 

Após a anulação do julgamento, as partes envolvidas ainda têm a possibilidade de recorrer da decisão. A data e o local de um novo julgamento serão determinados pelo Tribunal. O advogado de Jorge Marra, Sérgio Leonardo, criticou a decisão do TJMG, alegando que a votação não respeitou a soberania dos jurados. Ele afirmou que a defesa confia na comunidade de Patrocínio e que recorrerá da decisão. Por outro lado, o advogado da família de Cássio Remis, Márcio Grossi, considerou justa a anulação do julgamento, afirmando que todas as provas do processo foram cuidadosamente analisadas.

 

Um Novo Capítulo na História

 

O desfecho final desse caso ainda está em aberto, e a anulação do julgamento representa um novo capítulo na busca por justiça. A comunidade de Patrocínio aguarda ansiosamente o desenrolar dos eventos e a determinação de responsabilidades na trágica morte de Cássio Remis.

コメント


ÚLTIMAS NOTÍCIAS!

anuncio marsusi.jpeg

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

bottom of page