top of page
Buscar

127 anos: Minas pode ter registrado a morte do homem mais velho do mundo

José Paulino Gomes morreu em Pedra Bonita, na Zona da Mata, na sexta-feira (28), devido a falência múltipla de órgãos.


Imagem: arquivo pessoal.


O possível homem mais velho do mundo faleceu aos 127 anos, na última sexta-feira, dia 28 de julho, em Pedra Bonita, na Zona da Mata, em Minas Gerais Minas. Segundo o Cartório Silva, o único da cidade, José Paulino Gomes teria nascido em 4 de agosto de 1895, conforme a certidão de casamento, registrada em 1917. Se caso confirmar o registro, ele pode ter sido o mais velho do mundo. De acordo com o Guinness World Records, a atual recordista é a espanhola Maria Branyas Morera, com 115 anos.


Em entrevista ao site g1, o assessor jurídico do cartório, Willyan José Rodrigues de Souza, afirmou que, “conforme consta no registro, José Paulino se casou com 22 anos. Presume-se que realmente ele nasceu antes de 1900. Raramente se casava homens com 17 anos”.


A morte desse notável indivíduo deixou uma lacuna na história e despertou a atenção de muitos ao redor do mundo.


José Paulino, cuja longevidade o levou a alcançar um status quase lendário, era desconhecido do público em geral. Ele vivia discretamente na comunidade de Pedra Bonita, cercado por sua família e amigos próximos.


“Ele era muito simples, muito humilde. O diferencial dele é que não gostava de nada industrializado, só coisa de interior, natural. Criava galinha, criava porco… A comida dele era toda daqui mesmo, tinha que ser plantada ou criada aqui. E sempre gostou de tomar uma pinguinha”, contou uma das filhas.

A imprensa retrata a história desse homem como um exemplo de força, resiliência e sabedoria acumulada ao longo de tantos anos. Sua vida foi uma testemunha silenciosa de tantos eventos históricos e mudanças que ocorreram durante o último século.


O possível homem mais velho do mundo teve uma vida simples, mas significativa. Viveu durante períodos turbulentos e épocas de paz. Ele viu o mundo evoluir, testemunhando os avanços tecnológicos, as transformações sociais e as conquistas da humanidade.


Em suas memórias, ele descrevia os tempos difíceis, conflitos e superações. Era um guardião da história, transmitindo suas experiências aos mais jovens, ensinando-os sobre os valores do passado e encorajando-os a enfrentar os desafios do futuro. Sua história inspira a humanidade a valorizar cada momento precioso da vida e a buscar a sabedoria que só o tempo pode conceder.


Embora tenha partido, sua memória permanecerá viva na mente e no coração daqueles que o conheceram. Sua história será contada por gerações futuras, ajudando a moldar a percepção da humanidade sobre a importância da vida e da experiência acumulada ao longo do tempo.


José Paulino deixou 7 filhos, 25 netos, 42 bisnetos e 11 trinetos. A causa da morte foi falência múltipla de órgãos, em decorrência da idade avançada.

Comments

Couldn’t Load Comments
It looks like there was a technical problem. Try reconnecting or refreshing the page.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

bottom of page